Icone para Eixo 1

Ação I - Turismo de Base Comunitária

Fortalecer e aprimorar a diversificação das atividades de turismo com foco principal no turismo de base comunitária (TBC)

TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA

(clique no ícone esquerdo superior para acessar a legenda e nos ícones do mapa para acessar as informações)

Localização, por categorias, das práticas de turismo de base comunitária e das potencialidades de desenvolvimento de novas iniciativas

Turismo de Base Comunitária é uma modalidade de turismo sustentável oferecido por e voltado para beneficiar as comunidades envolvidas, como resultado do seu próprio protagonismo. O Turismo de Base Comunitária, além de ser uma forma de valorização e divulgação da cultura de povos tradicionais da região, pode se tornar uma alternativa econômica para geração de emprego e renda para as comunidades caiçaras, quilombolas e indígenas, principalmente durante os meses de baixa temporada.

No âmbito do Observatório Litoral Sustentável, esta é uma das ações prioritárias e o Turismo de Base Comunitária é um tema de grade relevância. No Litoral Norte foi criada a Câmara de Turismo Sustentável e na Baixada Santista o tema é debatido na Câmara Temática de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais, onde é um dos assuntos mais mobilizadores.

No entanto, muito pouco se sabe sobre o número e as características das iniciativas de turismo de base comunitária na região. A falta de informações disponíveis demonstra a falta de reconhecimento, tanto por parte dos governos como pela sociedade, da importância dessas iniciativas como forma de geração de renda e de preservação de culturas e povos tradicionais da região.

A escassez de dados e informações sobre essas iniciativas não permitiu a produção de indicadores quantitativos para esta ação. Para avançar neste desafio, no âmbito do Observatório Litoral Sustentável foi realizado e está ainda sendo feito um mapeamento das iniciativas de Turismo de Base Comunitária existentes na região, com participação ativa e contínua das comunidades. Entende-se que o próprio processo de identificação e mapeamento das iniciativas é um componente essencial do auto-reconhecimento e organização das comunidades envolvidas no TBC.

Até o momento, está disponível o levantamento das iniciativas localizadas no Litoral Norte, que pode ser acessado no link abaixo:

Mapa Turismo Sustentável do Litoral Norte

O Mapa que pode ser acessado no link acima difere um pouco do que apresentamos na página desta ação. Apesar de a base de dados ser a mesma, optamos nesta ação por incluir apenas as iniciativas que se aproximam das experiências de economia solidária ou que possuem a potencialidade "de empoderamento das comunidades e pode ser uma estratégia política voltada para a sua permanência no território”. Espera-se que este levantamento seja o início de uma listagem mais ampla e que inspire a organização de novas iniciativas. É importante que elas sejam desenvolvidas e articuladas em rede para serem fortalecidas.

Já está sendo feito o levantamento das iniciativas de Turismo de Base Comunitária na Baixada Santista. Algumas das inciativas já mapeadas são: Projeto Vida Caiçara, da Ilha Diana, em Santos – que antes se chamava “Uma lição de vida”; e a iniciativa de TBC da aldeia Tabaçu-Rekoyty (Renascer da Grande Aldeia), na Terra Indígena Piaçaguera, em Peruíbe.

CONDICIONANTES AMBIENTAIS

Não existem condicionantes relacionadas a esta Ação. Porém, é importante ressaltar que a visibilidade e o crescimento do TBC depende diretamente da implementação do conjunto das condicionantes ambientais e da restauração do bioma (ver Glossário), estimulando atividades com potencial turístico - a exemplo da observação de pássaros. E além disso, ajudando a consolidar o litoral como uma referência do TBC no Estado, superando o paradigma exclusivo do turismo de veraneio.

Clique no link abaixo para acessar o banco de dados elaborado pelo Observatório Litoral Sustentável com mais informações sobre as condicionantes ambientais vigentes e previstas para a região:

Plataforma de Condicionantes PROJETOS OU PROGRAMAS
  • Não existem projetos ou programas relacionadas a esta Ação
FOCOS
  • Mapeamento de iniciativas de Turismo de Base Comunitária como estratégia para o auto-reconhecimento e fortalecimento de suas atividades
  • Diversificar as atividades de turismo voltadas para a preservação ambiental e a valorização da cultura local/ regional
  • Ampliar os investimentos e incentivos públicos para o fomento a atividades de Turismo de Base Comunitária
PERGUNTAS ORIENTADORAS (E INDICADORES NÃO MENSURÁVEIS)
As seguintes perguntas foram levantadas como relevantes, mas que não necessariamente puderam ser respondidas por meio dos indicadores:
  • Como essas iniciativas se diferenciam por sua natureza?
  • Qual é o público que os acessa? (número, origem e perfil sócio-econômico, etc)
  • Quem são os responsáveis pelas iniciativas? (cooperativas, sindicatos, associações, etc)
  • Quais os elementos / as características que favorecem o seu crescimento?
  • Quais são as potencialidades de conformação de redes / cadeias produtivas que se relacionam às expressões culturais, ao artesanato e à economia criativa?
  • Qual é a extensão territorial, a abrangência da iniciativa? (local, municipal, supra-municipal)
  • Qual é o grau de articulação e interação entre as iniciativas, voltadas para atender “todas" as necessidades do público?
  • Quais são as instituições públicas de fomento ao TBC? Elas estão articuladas, desenvolvem ações conjuntas? Quais são seus recursos?
  • Qual é o grau de estímulo para a conformação de redes e circuitos turísticos de base comunitária?

Glossário

T

Turismo de Base Comunitária (TBC): Turismo de Base Comunitária - TBC - e Turismo Sustentável - TS - não são sinônimos: pode-se dizer que o TBC é uma das modalidades do TS (ou do Ecoturismo), oferecido por e voltado para beneficiar as comunidades envolvidas, como resultado do seu próprio protagonismo. O Turismo de Base Comunitária pode se tornar uma das alternativas econômicas para geração de emprego e renda para as comunidades caiçaras, quilombolas e indígenas, principalmente durante os meses que representam a baixa temporada”.

B

Bioma: é um conjunto de vida (vegetal e animal) constituído pelo agrupamento de tipos de vegetação contíguos e identificáveis em escala regional, com condições geoclimáticas similares e história compartilhada de mudanças, o que resulta em uma diversidade biológica própria (IBGE). O Brasil abriga seis biomas continentais, e um deles é a Mata Atlântica.