Icone para Eixo 3

Ação L - Equipamentos públicos de cultura e lazer

Descentralizar os equipamentos públicos de cultura e lazer e fomentar espaços/equipamentos autogeridos pelas comunidades

EQUIPAMENTOS DE CULTURA

(clique no ícone esquerdo superior para acessar a legenda e utilize o zoom do mapa para se aproximar das áreas e acessar suas informações) Localização dos equipamentos de cultura de acordo com seu porte e uso e identificação das áreas de cobertura

A cultura tem sido identificada como importante fator para a qualidade de vida e para o desenvolvimento local, não apenas em termos econômicos, mas também de valorização da criatividade e modos de vida das populações locais. Os equipamentos de cultura são centrais no acesso à cultura, ampliando os repertórios e ofertas culturais para as comunidades ao possibilitar a criação e difusão de suas manifestações e expressões culturais. Os diagnósticos municipais elaborados no âmbito do Observatório Litoral Sustentável identificaram uma concentração dos equipamentos culturais na área central das cidades, o que prejudica o acesso à cultura por parte das populações que vivem nos bairros.

Mesmo os Pontos de Cultura, que geralmente estão dispostos de forma mais descentralizada no território das cidades, são poucas as iniciativas na região. Descentralizar e integrar as ações e equipamentos de cultura pode potencializar a diversidade da cultura local e ampliar o acesso à cultura.

O Programa Cultura Viva (Pontos de Cultura), parceria do governo do Estado e Ministério da Cultura, tem demonstrado grandes resultados no fortalecimento da diversidade cultural ao enraizar-se nos bairros e regiões. Se forem geridos pelas comunidades, os centros culturais e casas de cultura locais podem estimular a diversidade cultural e fortalecer a singularidade da região, ao trabalharem de forma integrada com ações em curso (artesanato, turismo, cultura alimentar, mapeamento de patrimônios culturais, etc.).

Equipamentos culturais construídos nas áreas onde localizam-se povos e comunidades tradicionais podem se tornar polos de acesso e de integração com a cidade, com múltiplas atividades (vendas de produtos, ofertas alimentares, narrativas, visitações, disseminação de valores da diversidade, museus, cursos para atividades turísticas, etc.), bem como geração de economia criativa regional e construção de territórios da diversidade. As iniciativas de empreendedorismo cultural, como os consórcios culturais regionais (parceria entre Municípios) com a participação de grupos produtivos e demais atores culturais, a exemplo do “Consórcio Culturando”, no interior paulista, podem potencializar ações em desenvolvimento no litoral paulista.

Neste sentido, nesta ação são apresentados indicadores relacionados à concentração geográfica dos equipamentos públicos de cultura e pontos de cultura da região. O objetivo é justamente mostrar qual a porcentagem da população que se localiza fisicamente próxima a algum tipo de equipamento ou espaço cultural

CONDICIONANTES

Clique no link abaixo para acessar o banco de dados elaborado pelo Observatório Litoral Sustentável com mais informações sobre as condicionantes ambientais vigentes e previstas para a região:

Plataforma de Condicionantes

PROJETOS OU PROGRAMAS

Não existem projetos ou programas atuais relevantes relacionadas a esta Ação
FOCO
  • Descentralizar espacialmente os equipamentos de cultura na região

PERGUNTAS ORIENTADORAS (E INDICADORES NÃO MENSURÁVEIS)

  • A população mais carente do território possui acesso a equipamento de cultura?
  • Os equipamentos culturais estão próximos das comunidades tradicionais da região?
  • Os equipamentos culturais são bem geridos e possuem acervos e programações de qualidade?
  • Os museus possuem acervos capazes de atrair o interesse da população local?

Indicadores

Porcentagem da população localizada a pelo menos 3km de distância de um museu ou teatro

Carregando gráficos...

Carregando tabela...

CÁLCULO

(Número de pessoas que vivem a pelo menos 3km de distância de um museu ou teatro ÷ Número total de habitantes) × 100

FONTES

  • Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo
  • Programa Cultura Viva
  • Prefeituras Municipais
  • Este indicador ilustra o grau de concentração dos museus e teatros localizados da região. Estes equipamentos culturais são considerados de frequência esporádica e, por este motivo, foi definido um raio de 3km de distância ao redor de cada um deles e calculada a porcentagem da população que vive dentro deste perímetro.

    De forma geral observa-se que a situação é bastante diferente entre os municípios. Santos, Mongaguá e Peruíbe possuem as maiores taxa de cobertura. Em comum, estes três municípios também possuem a mancha urbana mais concentrada, o que torna a desconcentração dos equipamentos culturais um desafio mais simples.

    Já em municípios cuja população está mais espalhada por seu território, a concentração dos equipamentos culturais se torna um problema mais relevante, pois tipicamente os museus e teatros localizam-se apenas nos centros das cidades, tornando-os pouco acessível para grande parte da população. Este é o caso de municípios como Ubatuba, Caraguá, Ilhabela, São Sebastião, Bertioga e Praia Grande, em que as taxas de cobertura são baixas e este desafio muito relevante.

    Ainda que as informações deste indicador sejam relevantes, é necessário ainda considerar a qualidade do serviço oferecido por estes museus e teatros, bem como outros aspectos de acessibilidade a este equipamentos, como preço, horários de funcionamento, disponibilidade de transporte público, entre outros. A distância física é apenas um aspecto de acessibilidade que pode ser levado em conta.

    Você pode baixar este indicador nos seguintes formatos:

    Dados tabulados:
    XLS CSV JSON
    Resultados por região:
    XLS CSV JSON
    Linhas das variáveis:
    XLS CSV JSON

    Porcentagem da população localizada a pelo menos 1km de distância de uma biblioteca ou centro cultural

    Carregando gráficos...

    Carregando tabela...

    CÁLCULO

    (Número de pessoas que vivem a pelo menos 1km de distância de uma biblioteca ou centro cultural ÷ Número total de habitantes) × 100

    FONTES

  • Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo
  • Programa Cultura Viva
  • Prefeituras Municipais
  • A partir da mesma metodologia adotada no indicador anterior, neste e no próximo indicador é verificado o grau de concentração das bibliotecas, centros culturais e outros equipamentos culturais de uso mais frequente. Por este motivo, foi considerado neste indicador um raio de 1km de distância ao redor de cada equipamento e calculada a porcentagem da população que vive dentro deste perímetro.

    Os valores se diferenciam um pouco em relação ao observado no indicador anterior, mas a leitura é muito similar. Destaca-se que que a cidade de Cubatão possui um desempenho bastante superior ao observado no indicador anterior, o que também é verdade para Ilhabela.

    Você pode baixar este indicador nos seguintes formatos:

    Dados tabulados:
    XLS CSV JSON
    Resultados por região:
    XLS CSV JSON
    Linhas das variáveis:
    XLS CSV JSON

    Porcentagem da população localizada a pelo menos 1km de distância de um ponto de cultura

    Carregando gráficos...

    Carregando tabela...

    CÁLCULO

    (Número de pessoas que vivem a pelo menos 1km de distância de um Ponto de Cultura ÷ Número total de habitantes) × 100

    FONTES

  • Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo
  • Programa Cultura Viva
  • Prefeituras Municipais
  • A partir da mesma metodologia adotada nos dois primeiros indicadores desta ação, neste indicador é verificado o grau de concentração dos Pontos de Cultura, considerando um raio de 1km de distância ao redor de cada equipamento.

    Pontos de Cultura são grupos, coletivos e entidades de natureza ou finalidade cultural que desenvolvem e articulam atividades culturais em suas comunidades e em redes, reconhecidos e certificados pelo Ministério da Cultura por meio dos instrumentos da Política Nacional de Cultura Viva.

    Os Pontos de Cultura, que geralmente estão dispostos de forma descentralizada no território das cidades, constituem pequeno número na região do Litoral Norte e da Baixada Santista. A exceção é o município de São Vicente, que possui uma cobertura significativa maior que as demais cidades neste indicador.

    Você pode baixar este indicador nos seguintes formatos:

    Dados tabulados:
    XLS CSV JSON
    Resultados por região:
    XLS CSV JSON
    Linhas das variáveis:
    XLS CSV JSON

    Porcentagem da população localizada perto de algum equipamento de cultura

    Carregando gráficos...

    Carregando tabela...

    CÁLCULO

    (Número de pessoas que vivem a pelo menos 1km de distância de um equipamento cultural de uso frequente ou a pelo menos 3km de um museu ou teatro ÷ Número total de habitantes) × 100

    FONTES

  • Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo
  • Programa Cultura Viva
  • Prefeituras Municipais
  • Por fim, este indicador consolida os dados dos três primeiros indicadores desta ação e mostra a proporção da população que não está localizada próxima de nenhum equipamento de cultura, considerando os critérios adotados.

    As situações mais críticas são observadas nos municípios de São Sebastião e Bertioga, em que cerca de 60% da população não se enquadra em nenhum dos critérios dos três primeiros indicadores desta ação.

    Você pode baixar este indicador nos seguintes formatos:

    Dados tabulados:
    XLS CSV JSON
    Resultados por região:
    XLS CSV JSON
    Linhas das variáveis:
    XLS CSV JSON

    Glossário

    P

    Pontos de Cultura: Os Pontos de Cultura são grupos, coletivos e entidades de natureza ou finalidade cultural que desenvolvem e articulam atividades culturais em suas comunidades e em redes, reconhecidos e certificados pelo Ministério da Cultura por meio dos instrumentos da Política Nacional de Cultura Viva..